5

Com licença, tô de TPA

Faltando poucos dias pro meu aniversário, canceriana até a medula (lua em câncer, inclusive) entro em estado de fluidez total e o máximo que vai sair de mim essa semana é isso: uma queda d’água de 30 metros ou, se preferir o sal, uma onda gigante de 30 metros que é pra surfista nenhum botar defeito. (menino do Rio…. calor que provoca arrepio…. ai ui!)

Fato é que tenho chorado excessivamente de saudade das minhas filhas e da minha neta. Esse distanciamento social imposto (não sou contra, pelamordedeos, não me entenda mal), me tira do eixo por que não se trata de querer ou não estar com alguém; trata-se de não poder. Não sei você, mas eu tenho sentido na pele, no sangue, nos ossos, no estômago, no coração, na cabeça a falta que me faz abraçar essas meninas. Estar com elas. Ficar em silêncio com elas. Ver um filme, comer pipoca, passear, tomar sorvete, ir a um lugar bonito pra ver o pôr do sol. Esse monte de coisinhas que a gente faz(ia) e nem se dá(va) conta de quanto é(ra) importante. Enfim. Sinto muito, por favor me perdoe, sou grata, eu te amo, mas estou mesmo de TPA – tensão pré aniversário.

Não estou esperando nada, como aconteceu no dia das mães, segundo domingo de maio, no qual fiquei achando que pudesse receber umas flores, um livro, uns bombons, um bilhete. Ser mãe e ser canceriana é avassalador. E olha que já aprendi a não gerar expectativas demasiadas depois de tantos anos morando longe delas, nos vendo em natais esporádicos e carnavais eventuais. Ocorre que estou entrando na envelhescência e meio que emburro num canto quando não entendo por que a vida é assim. Passa logo. Às vezes não muito logo. Só sei que não sei onde arrumo tanta lágrima pra derramar. E ninguém sabe chorar tão dramaticamente quanto uma canceriana, de preferência escondida. Sou daquelas que sente o gosto salgado da gota na boca, deixa que escorra pelo pescoço e vá parar no umbigo. Ou, se estou deitada, minhas orelhas viram um poço. E não enxugo. Deixo o tempo secar.

Mas de repente, recebo uma chamada de vídeo de uma delas e – plim – a distância se desfaz. Estamos juntas a um toque de tela e era aqui que eu queria chegar: viva a internet!!! viva a tecnologia!!! Imagina o que seria de mim, o que seria de nós, não fosse a rede mundial de computadores interligados, nesse ano e meio de pandemia? Nem poderia estar aqui chorando no ombro de vocês, sem a menor cerimônia. Sinto muito. Por favor, me perdoe. Sou grata. Eu te amo.

Semana passada comentei da minha rotina aqui no trabalho. Você leu, né verdade? Deixei um monte de pepinos pra Isa descascar. (hehehe) Mas o quê a Lana faz depois que o expediente se encerra? Então! Vou te contar. Chego em casa e, esfregando os pés no pano com água sanitária, meu olhar vai direto pro roteador. Todas as luzinhas estão verdes! Amém! Concorde comigo: que tristeza quando tem uma delas piscando em vermelho… Não dá vontade de chorar? Eu choro! Mas quando tá tudo verde, sinal aberto, vou pro banho mais tranqüila, faço meu chá na cafeteira (sim, serve pra isso também aquela engenhoca bonitinha e barulhenta!), ajeito meu ninho e ligo o notebook pra dar uma checada nos emails, no facebook, no instagam, na netflix (tô vendo a série Startup – sinistra! cada vez mais me convenço de que estamos sendo vigiados o tempo todo. e não apenas e tão somente pelos et’s. ui!). Pra ficar mais fácil de ver tudoaomesmotempoagora, abro também o whatsapp . O cabo de energia do note anda meio preguicento e, pra preservar a vida útil do bichinho, desligo a máquina enquanto ele se recupera. Eu sou uma pessoa bacaninha.
Faço a meditação com o japa Tadashi pelo youtube, no celular e, consciente do aqui e agora, com atenção plena no momento, vou me acalmando e dizendo pro espinho espetado no peito: “sai daí que esse corpo não te pertence”. Sinto muito. Por favor, me perdoe. Sou grata. Eu te amo.

A essa altura já tomei meu santo chá pra acalmar as bichas todas e … dormir? Nada! Vou escrever o post pro blog, que tem de estar pronto ainda hoje, pra passar pelo crivo de Isa antes de ir ao ar. Vocês viram que ela falou sobre a tal da nuvem na terça, né? Os demais quesitos levantados por esta que vos escreve deverão ser dissecados nas próximas semanas. Portanto, se liga aí que terça é dia de fogo no parquinho do blog. Quinta é dia de recreio. Amém! Bem tô precisada de mais leveza. A vida tá mesmo de lascar. Veja bem. Não tô reclamando. Só me permitindo chorar. Por que eu sinto muito. Sou infinitamente grata. Eu te amo demais da conta. Por isso e por todo o resto, me perdoe!

Obs.: Só pra deixar registrado por que sou a louca das datas e da contagem do tempo:
15/07/21 – 3 anos de Búzios, 1 ano e meio sem ver Luiza (a mais velha), 9 meses e 16 dias sem ver Giovana (a caçula) e Nalu (a filha da caçula, minha neta).

Obs2.: Você concorda que o tempo está voando mais do que o normal? Embora o mundo esteja, aparentemente, em ponto morto? William, o Shakespeare, tava muito certo quando disse que “há mais coisas entre o céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia”. Se na época dele já se suspeitava disso, imagina agora, com esse emaranhado de frequências, vibrações, emissões, conexões, via cabos de rede e pensamentos?!?

Obs3.: Também é dele a frase: “Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente”.
Para bom entendedor, meia lágrima basta. Com licença, tô de TPA.

1585005809937

Home Office: Ferramentas para Videoconferência

No artigo anterior apresentei o movimento #DistantesMasJuntos – um movimento coletivo em apoio as pessoas que estão no trabalho remoto e de empatia com quem não pode – que em sua página oficial apresenta diversas ferramentas para quem precisa trabalhar em Home Office separadas por categorias.

Hoje vou falar especificamente das ferramentas sugeridas para a realização de videoconferências. Quais são? Qual a diferença entre elas? É preciso ter todas?

Não precisa ter todas. Veja a seguir qual mais se adéqua à sua necessidade.

ZOOM

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Atualmente a mais usada em ambientes corporativos, a zoom ganhou popularidade por não apresentar os problemas de travamento como o, até então soberano, Skype; além de possibilitar o uso via navegador (o que não é 100% verdade, pois ao iniciar ou entrar em uma reunião convocada por outra pessoa o site verifica se você possui o programa ou app instalado e, caso não possua, te orienta a baixar e instalar).

A ferramenta cumpre o que promete. Com uma interface bem simples e com aplicativo multi-plataformas, você conseguirá se comunicar com bastante facilidade. É possível utilizar em computadores com Windows, MacOS ou Linux. Também está disponível para celulares e tabletes nas plataformas Android e iOS (Apple).

Funcionalidades:

Apesar da indicação aqui ser para o uso em videoconferências, a zoom oferece diversos outros produtos para permitir a comunicação via internet. São eles:

  1. Reuniões e Conversa: Vídeo HD, áudio, colaboração e conversa;
  2. Salas e Espaços de trabalho: Melhore suas salas de conferência com vídeo;
  3. Sistema de telefonia: Sistema de telefonia corporativo em nuvem;
  4. Webinars em vídeo: Webinars com todos os recursos, fáceis de usar e envolventes;
  5. Mercado de aplicativos: Integrações e robôs para usar com o Zoom.

Planos:

O foco deste artigo é o uso em Home Office por isso vou considerar a versão sem custo da ferramenta, apesar dela apresentar limitações. Veja o que será oferecido gratuitamente:

  • Reuniões individuais (apenas 2 usuários conectados) ilimitadas;
  • Limite de 40 minutos para reuniões em grupo (a partir de 3 usuários conectados);
  • Suporte online.

Além do plano básico gratuito é possível adquirir pacotes com mais funcionalidades de acordo com o tamanho da empresa. São eles: Profissional (indicado para equipes pequenas), Corporativo (pequenas e médias empresas) e Empresarial (para empresas grandes).

Você consegue obter maiores informações sobre cada um desses planos no site https://zoom.us/pricing.

HANGOUTS

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Realmente independente de instalações (agora sim!), a Google acertou mais uma vez. Com o Google Hangouts é possível realizar chamadas de voz, vídeo ou enviar mensagens totalmente gratuitas para seus contatos utilizando diversas plataformas incluindo navegadores (principalmente o Chrome em computadores Windows, MacOS e Linux) ou apps para Android, iOS ou Chromebook.

O grande diferencial do Hangouts para as demais ferramentas é a facilidade de integração com os outros produtos Google, o que fica ainda mais interessante se o seu dispositivo móvel for Android.

A única restrição de uso da ferramenta é ter uma conta Google (GMail), mas isso quase todo mundo já tem, não é mesmo?!

Funcionalidades:

Na interface via navegador, sem nenhuma instalação, você já se depara com um menu de acesso às principais funcionalidades da aplicação: contatosconversas e chamadas telefônicas, onde são apresentados os dados de contatos salvos no dispositivo Android (se estiverem vinculados à conta Google utilizada para login). Se não tiver um dispositivo Android você poderá armazenar seus contatos diretamente na agenda de contatos Google. O Hangouts integra também o serviço de e-mail (GMail) e a agenda de compromissos (Google Calendar), aumentando a produtividade dos usuários que utilizam sua suíte de produtos.

A interface é muito simples, mas bem bonita com fotos personalizáveis ao fundo. Além do menu, apresenta também três botões de acesso: videochamadachamada telefônica e mensagens.

Na função mensagens é possível conversar com uma única pessoa ou fazer um bate-papo em grupo; utilizar emojis, fotos, GIFs e mapas; além de sincronizar seus chats de um dispositivo para outro e caso queira continuar conversando em qualquer lugar.

É possível transformar qualquer conversa em uma videochamada gratuita com apenas um toque. Converse com uma pessoa ou convide contatos para um bate-papo em grupo com até 10 pessoas.

Chamadas telefônicas são totalmente gratuitas para outros usuários do Hangouts, mas também é possível ligar para quase todos os números de telefone nos Estados Unidos e Canadá gratuitamente, ou com tarifas muito reduzidas nas chamadas internacionais (outros países, incluindo o Brasil) adicionando créditos. Para receber as chamadas de voz do Hangouts é preciso ter um dispositivo Android com o app Telefone Hangouts instalado.

SKYPE

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

O mensageiro da Microsoft, Skype, ainda é muito utilizado para chamadas por voz e vídeo, principalmente por usuários da plataforma Windows. Também é possível acessar o serviço por aplicativos no MacOS, iOS, Android e via navegador web (onde não é necessário instalar nada).

Aqui no Skype a videochamada em grupo suporta até 50 usuários simultâneos (se você conseguir manter a organização de tanta gente ao mesmo tempo) e foram incluídas outras funções para não perder terreno pros concorrentes. Atualmente é possível gravar as chamadas por voz ou vídeo, habilitar legendas automáticas, compartilhar a tela de seu dispositivo, desfocar o fundo, tornar conversas particulares com uso de criptografia, entre outros recursos que valem a pena ser experimentados.

O serviço em si é totalmente gratuito, mas para realizar chamadas telefônicas (para um número de telefone celular ou fixo) é necessário inserir créditos que serão consumidos por minuto.

DISCORD

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Muito utilizado por gamers, o Discord também pode ser uma boa opção para se comunicar com uma equipe gratuitamente. Não é tão simples quanto os mensageiros anteriores, por ser necessária a configuração de um grupo de contas (servidor) para que se comuniquem através de mensagens de texto ou voz nativamente, mas também é possível configurar chamadas por vídeo.

Geralmente é indicado nesse contexto de Home Office apenas quando há uma equipe (geralmente de TI) oferecendo suporte aos usuários e/ou quando é necessária uma camada extra de segurança para as informações de maior sigilo.

1584819431599

#DistantesMasJuntos: Um movimento coletivo de apoio e empatia

O Novo Coronavírus (Covid-19) já infectou milhares de pessoas ao redor do mundo e vem chegando com força no Brasil. Tendo como principal forma de contágio o contato com secreções de pessoas contaminadas, autoridades do mundo inteiro estão indicando que se evite contato físico.

Acreditamos que como sociedade temos a capacidade e ferramentas para minimizar os impactos e transmissão do Coronavírus, mas para isso precisamos de uma mobilização coletiva formada por governos, empresas e indivíduos, como eu e você.

Para apoiar o isolamento físico e evitar o contágio de mais pessoas, o movimento #DistantesMasJuntos se propõe a ajudar profissionais e empresas que desejam realizar trabalho remoto com conteúdos, dicas e ferramentas para viabilizar esse processo e torná-lo mais acolhedor e produtivo. Afinal, podemos estar distantes fisicamente uns dos outros, mas conectados e unidos pelo bem comum.

IT Consulting acredita que esse movimento coletivo de apoio em empatia está totalmente de acordo com nossa visão de um mundo mais unido e conectado, por isso decidiu aderir à campanha fortalecendo a hashtag #DistantesMasJuntos e compartilhando um pouco do nosso conhecimento sobre as ferramentas sugeridas através do site https://distantesmasjuntos.com.br/ para facilitar o trabalho em home office e aumentar ainda mais a produtividade de profissionais e empresas que ainda não estão familiarizados com essa modalidade de trabalho.

Entendemos que esse é um privilégio de posições e negócios que não exigem a presença física para realizar suas atividades, ainda assim, essa é uma mobilização que apoia a todos diminuindo a circulação de pessoas não só nas empresas, mas em locais e transportes públicos. Por isso convidamos você a participar do movimento #DistantesMasJuntos.

Não sabe como começar a trabalhar remoto sozinho ou com uma equipe?

Não se preocupe, preparamos dicas e sugestões para lhe ajudar.

Nos próximos dias apresentaremos ferramentas que poderão ser muito úteis na sua nova rotina divididas nas seguintes categorias:

  1. Ferramentas para videoconferência;
  2. Ferramentas de edição de texto colaborativo;
  3. Ferramentas de acesso remoto;
  4. Ferramentas de gestão de projetos;
  5. Ferramentas de gestão de tarefas;
  6. Ferramentas de comunicação;
  7. Ferramentas de produtividade;
  8. Ferramentas de desenvolvimento.

Como você pode ajudar?

O mais importante é ser empático.

Você já deve ter visto muitas formas de se prevenir contra o Coronavírus: lavar as mãos, passar álcool gel, cobrir o rosto com o braço ao espirrar e tossir, evitar beijos e apertos de mãos e por aí vai.

E, é claro, se puder fique em casa e desenvolva o seu trabalho em home office. Mas não esqueça que muitas pessoas possuem ocupações que não permitem trabalhar de casa, é o caso de profissionais das áreas da saúde e da segurança.

Mas, além deles, muitas outras pessoas permanecerão nas atividades. Se você utilizar um aplicativo de entregas, alguém estará produzindo a sua comida por exemplo, e alguém vai entregar na sua porta. Tenha empatia por todos os profissionais que continuarão desenvolvendo suas funções.

Tenha sempre em mente que, por mais que não faça parte do grupo de risco, você é responsável por ajudar a não espalhar o Coronavírus.


E, por último mas não menos importante, divulgue a campanha com a hashtag #DistantesMasJuntos e ajude outras pessoas a serem mais produtivas trabalhando de casa. 

1584551786888

Ministério da Saúde lança app sobre COVID-19

Ministério da Saúde lançou um aplicativo, o Coronavírus SUS, para informar a população sobre a pandemia COVID-19. Nesse período de desaceleração, prevenção e quarentena a tecnologia tem sido grande aliada da população.

O app visa conscientizar a população sobre o coronavírus (Covid-19), trazendo informativos de diversos tópicos como os sintomas, como se prevenir, o que fazer em caso de suspeita e infecção, mapa indicando unidades de saúde próximas, etc.

Com versões para dispositivos Android e iOS, o aplicativo é gratuito e muito intuitivo para que toda a população com acesso a um smartphone consiga se informar através de fonte segura – o que na era das fake news pode fazer a diferença na prevenção e tratamento da doença provocada pelo Coronavírus, com alto grau de disseminação.

Entre suas funções, há um localizador de unidades de saúde por proximidade pelo GPS, uma página com dicas e informações gerais da doença e uma aba com as principais notícias do Ministério da Saúde. Para quem está se sentindo mal, há uma avaliação com todos os sintomas causados pelo SARS-CoV-2. Confira abaixo um passo-a-passo das principais funções do aplicativo.

Como usar o app Coronavírus – SUS

Faça o download para Android ou iOS em suas respectivas lojas virtuais;

App Coronavírus - SUS na Play Store
App Coronavírus – SUS na Play Store

Permita que o aplicativo utilize sua localização:

Android: permissão de acesso
Android: permissão de acesso

O app mostrará o mapa com as unidades de saúde mais próximas. Clique nos ícones para abrir as informações de endereço:

Mapa Coronavírus - SUS
Mapa Coronavírus – SUS

No menu inferior, existem outras duas opções: “Dicas” e “Notícias”. Selecionando “Dicas”, o aplicativo mostrará informações sobre os principais tópicos relacionados ao Coronavírus, tais como medidas de prevenção, sintomas, diagnósticos e cuidados para quem for viajar. Clique em cada um para conferir as informações detalhadas:

Dicas Coronavírus - SUS
Dicas Coronavírus – SUS

Já no menu “Notícias”, quando selecionado, traz um feed com as atualizações do Ministério da Saúde.

Notícias Coronavírus - SUS
Notícias Coronavírus – SUS

Conferindo sintomas com o app Coronavírus – SUS

Na tela principal (Mapa), o usuário pode dizer se está se sentindo Bem ou Mal. Caso toque em Bem, o app apresenta dicas para evitar o contágio pelo vírus COVID-19 (que são válidas para a prevenção de diversas outras doenças causadas por vírus):

Sintomas Coronavírus - SUS
Sintomas Coronavírus – SUS

Caso toque na opção Mal os sintomas do vírus COVID-19 são elencados. Selecione os que estiver sentindo no momento. Responda a perguntas sobre o contato com casos suspeitos ou confirmados de contaminação pelo vírus. No fim, selecione “Confirmar”:

Sintomas Coronavírus - SUS
Sintomas Coronavírus – SUS

A última etapa consiste em responder se esteve fora do país nos últimos 14 dias. Caso a resposta seja positiva, informe a localização:

Histórico de deslocamento Coronavírus - SUS
Histórico de deslocamento Coronavírus – SUS

Com base nas respostas, o aplicativo informará qual a possibilidade de estar ou não infectado pelo vírus e como proceder em cada uma das situações.

Gostou da dica de app? Compartilhe o artigo em suas redes e ajude a manter o Corona Vírus bem longe!