13 dicas pra você liberar espaço no telefone

13 dicas pra você liberar espaço no telefone

Nos artigos da semana passada @lanachueri dizia que Seu armário merece um Google Drive e eu trouxe um guia com o passo a passo e dicas para aproveitar o que há de melhor no Google Drive. Usar a nuvem como aliada para backup (cópias de segurança) ou para expandir o espaço de armazenamento do seu computador é uma excelente saída, mas você sabia que também é possível usar essa maravilha no seu celular? Veja a seguir 13 dicas pra você liberar espaço no telefone Android, excluindo arquivos desnecessários e movendo o restante para a nuvem.

Cuidado ao apagar arquivos e mensagens da maneira “radical e mais fácil”. Depois não adianta vir aqui nos comentários perguntar como faz pra recuperar as mensagens apagadas do WhatsApp porque a resposta será bastante triste. Tenha paciência na hora de apagar informações. Leia bem cada tela e cada mensagem pra não cometer erros. Se preciso faça a limpeza por etapas ao invés de excluir tudo de uma vez só!

Avisos dados, vambora pra faxina!

Antes de começar, dê uma boa olhada nos aplicativos que você tem instalados e divida eles e 3 categorias:

  1. Apps muito usados;
  2. Apps pouco usados;
  3. Apps nunca usados (incluído os que você nem sabe pra quê servem).

1. Use a versão lite dos aplicativos

Agora que você já sabe o que tem aí vou te dar a primeira dica: você sabia que vários aplicativos possuem versão lite? Pois é, talvez você esteja usando um canhão pra matar uma mosca e nem sabe. Aplicativos de rede social, de internet banking e diversos outros possuem versões mais leves.

Os chamados apps lites consomem menos espaço de armazenamento no seu telefone e ainda funcionam mais rápido do que as versões completas. Pra essa mágica acontecer obviamente os lite oferecem menos recursos do que as versões full, então veja a lista de apps pouco usados que você separou e procure na Play Store a versão lite dele. Instale e verifique se ela possui as funcionalidade que você precisa.

2. Acesse serviços menos usados através dos sites

Na sua lista de apps nunca usados, ou mesmo entre os pouco (ou pouquíssimo) usados que não têm versão lite é muito provável que você encontre aplicativos que também oferecem acesso a seus serviços através de sites responsivos. Esse tipo de site se adapta bem ao tamanho da tela dos celulares e pode ser uma boa alternativa pra você usar o serviço que deseja sem necessariamente ocupar espaço no seu telefone com mais um aplicativo.

Serviços de redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter…), de músicas (Spotify, Resso, Deezer, YouTube Music…), de vídeos (YouTube, TikTok…) e muitos outros são perfeitamente acessíveis direto pelo navegador (no Android geralmente é usado o Google Chrome, mas você pode escolher o de sua preferência).

Pra facilitar o acesso a esses sites você ainda pode criar um atalho na tela inicial do seu celular que vai ficar muito parecido com um aplicativo instalado. Quando você entrar na maioria desses sites ele já irá te oferecer esse atalho (cuidado pra não confundir com o link de instalação do aplicativo, ok?). Caso o próprio serviço não ofereça o atalho, basta clicar no menu do Chrome (aquelas três bolinhas no canto superior direito da tela) e selecionar a opção Adicionar à tela inicial.

Aqui eu só não recomendo o uso de sites bancários, principalmente se você não for um usuário avançado, já que o risco de acessar um link malicioso é grande. Para esses serviços é recomendável usar sempre o app disponibilizado pela própria instituição bancária, ainda que na versão lite, lá na Play Store.

3. Desinstale e desative apps desnecessários

Sobraram aqueles apps que você não usa nunca, né? Muitos deles você nem sabe pra que serve ou como foram parar ali! Alguns podem ter sido instalados ocasionalmente e não têm mais utilidade. Outros foram instalados pelo próprio Android, fabricante do celular ou mesmo a operadora que você utiliza. Mas a verdade é que se não são úteis pra você, não precisam estar ali.

Aí você me pergunta, mas se eu remover um app do Android não vai dar problema? Nas versões mais recentes do sistema operacional, não. Se o seu celular é muito antigo e não aceita mais atualizações do Android tenha cuidado ao mexer aqui, senão pode seguir a dica sem medo porque o que for necessário para o funcionamento do Android será desativado como app, mas mantido internamente como serviço (o que já ocupará menos espaço, além de despoluir seu menu de aplicativos).

Para remover esses apps você pode seguir o caminho para Configurações > Aplicativos, e então, Desinstalar aqueles que ocupam muito espaço interno. Também é possível identificar se você realmente usa esses aplicativos pela loja de aplicativos da Google. Basta abrir a Play Store, seguir para a aba Instalados, ordenar a lista como Utilizados por último, e então rolar para baixo. No final desta lista, estão os apps que você já não abre há um bom tempo.

Como disse antes, você pode desativar os aplicativos que vêm pré-instalados pela fabricante, como demonstrações de jogos ou ferramentas que quase ninguém usa. Se você utilizar o Android 4.0 ou superior, saiba que é possível pelo menos desativar esses apps inúteis.

Para isso, siga esses passos;

  1. Vá para Configurações > Aplicativos;
  2. Toque no aplicativo desejado e depois em Desativar. O Android deve emitir um aviso, dizendo: “Se você desativar esse app, outros apps poderão não funcionar como deveriam”. Fique tranquilo, se ele não for um serviço essencial para o sistema, nada será afetado.
  3. Toque em OK.

4. Limpe o cache de aplicativos

Os aplicativos que você instala em seu smartphone contam com um mecanismo chamado cache que contribui diretamente para seu bom funcionamento. Sua função envolve coletar e armazenar dados dos aplicativos que você processou, com o objetivo de não precisar repetir o trabalho de carregá-los novamente.

Em boa parte dos casos, esses dados ocupam muito espaço no seu celular e, vez por outra, podem ser removidos manualmente para otimizar o funcionamento do Android em geral. Para isso, siga o caminho para Configurações > Armazenamento > Aplicativos. Com a lista de aplicativos instalados sendo exibida na tela, você pode tocar especificamente em um app e depois em Limpar Cache.

Preciso remover um a um?

Se você tiver uma lista muito grande de aplicativos instalados e não quiser abrir mão deles, para não precisar eliminar o cache dos aplicativos manualmente um a um, é possível instalar aplicativos que fazem o procedimento de forma muito mais prática. Reuni alguns apps úteis no final deste artigo.

Vale a pena saber!

Quase todos os aplicativos podem ter o seu cache limpo sem afetar o seu funcionamento. Dentre eles estão FacebookInstagram, SnapchatYouTube, etc. Mas atenção: não recomendo eliminar o cache de aplicativos de streaming, como Netflix, Spotify, Deezer, Apple Music e outros. Limpar o cache desses apps, exigirá que você faça novamente o download de suas séries, músicas e playlists, caso o tenha feito.

Mais adiante faremos a limpeza desses apps manualmente para evitar que algum conteúdo que você deseja manter seja excluído acidentalmente.

5. Limpe o conteúdo do WhatsApp e mova o restante para a nuvem

A gente sabe que um dos maiores vilões do espaço de armazenamentos nos celulares é o WhatsApp. Cada foto, áudio, figurinha de bom dia que você recebe consome mais um pedacinho desse espaço precioso. Vamos lá fazer a limpa nessa bagunça juntos?

Encontre os itens que mais ocupam memória

Você tem ideia de quem são as pessoas com quem você mais conversa e troca arquivos no WhatsApp? Uma função meio escondida dentro do aplicativo lista contatos e grupos responsáveis ocupar muito espaço no seu celular.

  1. Abra o WhatsApp e vá direto nas Configurações do aplicativo.
  2. Encontre a opção que faz referência ao armazenamento e dados.
  3. Selecione e vá na sequência em Gerenciar armazenamento.
  4. Se você estiver com o sistema operacional atualizado em seu aparelho, uma tela com os GBs usados vai aparecer bem no topo. Logo abaixo, existe a opção Analisar e apagar itens. Ela se divide em:
    • Maior do que 5 MB (o que é prático para apagar de uma vez os arquivos maiores)
    • Encaminhados com frequência (arquivos de mídia compartilhados repetidamente pelo WhatsApp em geral)

Um pouco mais abaixo, estão as conversas. É ali que aparecem os grupos e contatos que possuem volumes de arquivos trocados via o serviço de mensagens. A lista padrão é em ordem do maior para o menor. Mas isso pode ser mudado para Mais recente e Mais antigo.

O mais interessante de ter essas informações é que você consegue excluir os arquivos mais pesados se desejar. Quer deletar tudo de uma vez? Dá. Quer apagar só alguns? Também dá.

É só apertar ir no item selecionar e sair limpando.

Impeça o download automático

Deixar habilitado o download automático de fotos e vídeos recebidos costuma ser prático na hora de visualizar os arquivos salvos no álbum do celular após o processo. Mas isso resulta em encher o telefone sem possibilidade de escolha do que é ou não relevante.

Mudar as configurações do WhatsApp é um ótimo caminho para evitar que o celular fique lotado de novo.

  1. Dentro das Configurações do WhatsApp, escolha o item referente ao uso de dados.
  2. Na tela seguinte você vai ver a opção de Download automático. Ali, você pode dizer ao WhatsApp se ele deve ou não fazer o download automático de mídia quando estiver usando a rede de dados, quando estiver usando wi-fi ou quando estiver em Roaming.

As configurações são independentes para Fotos, Áudio, Vídeos e Documentos. Deixe tudo desligado para poupar mais armazenamento. Toque em OK e pronto!

Remova mídias e mensagens antigas do WhatsApp

Agora que você já escolhe o que o WhatsApp vai baixar, é hora de apagar as mídias de grupos e conversas antigas.

Você pode fazer isso na mão: pra isso é necessário ir ao bate-papo específico.

  1. Selecione o menu (três pontinhos).
  2. Toque em Mais e apague tudo o que desejar.

Existe uma opção um pouco mais radical:

  1. abrir o aplicativo,
  2. entrar em Configurações por meio do menu principal,
  3. toque em Conversas
  4. e acione a opção Limpar todas as conversas. – assim, o WhatsApp vai apagar todas as mídias e mensagens de todos grupos e conversas particulares que você tem salvas no seu app.

Se achou o “apagamento” de fotos e vídeos trabalhoso, alguns apps fazem isso de forma inteligente, dando sugestões do que deve ser apagado (geralmente aqueles memes e mensagens de bom dia que não servem para nada depois do uso). Veja mais sobre apps úteis pra limpeza no final deste artigo.

Salve o conteúdo do WhatsApp na nuvem

Agora que seu WhatsApp está limpinho, bora fazer um backup na nuvem? Guardar uma cópia de segurança dos seus dados do celular é sempre importante, afinal eles estão sujeitos a quedas, mergulhos, roubos e todo tipo de imprevistos possíveis. Só de imaginar perder tudo a gente chega a ter calafrios!

Para salvar todos os dados do WhatsApp na nuvem, basta ir em:

  1. Configurações
  2. Conversas e chamadas
  3. Backup de conversas.

Nessa janela, além de um enorme botão verde dizendo Fazer backup, você também pode configurar a periodicidade do backup (diário, semanal ou mensal), a conta em que o backup será realizado, e o tipo de conexão. Recomendo deixar essa opção em Somente Wi-Fi, já que são muitos dados e não queremos acabar com o pacote de dados, né?

6. Exclua arquivos duplicados

Arquivos duplicados são uma causa comum de espaço gasto desnecessariamente. O antigo app Files Go, chamado atualmente apenas de Files, é uma das várias opções de apps que dispõem de uma ferramenta dedicada para apagar mídias duplicadas. Uma vantagem do app do Google é que essa função não analisa apenas fotos e vídeos, mas também abrange áudios, documentos e quaisquer outros tipos de arquivo.

Ao abrir o software, note que a funcionalidade fica exibida na tela principal, aberta por padrão na guia Limpar. Depois, entre em Arquivos duplicados. Clique no círculo no canto superior direito para excluir todas as cópias ou selecione uma a uma. Em seguida toque em Excluir e as versões mais antigas dos arquivos serão eliminadas do aparelho.

7. Faça uma limpa na galeria e mova o restante para a nuvem

Depois de limpar o lixo do WhatsApp e remover os arquivos duplicados é provável que tenha pouca coisa a limpar por aqui. Em todo caso vamos dar aquela conferida?

Eu sei que pode ser chato entrar no aplicativo da galeria e ficar revirando tooodas as suas fotos ou vídeos até achar alguma que deve ser apagada. Mas essa pode ser a forma mais segura e divertida (já que você poderá dar boas risadas e recordar bons momentos) de fazer a limpeza das suas fotos. Em todo caso se o que você procura é praticidade, dá uma olhada na lista de apps úteis que eu tenho certeza que vai encontrar um pra te ajudar nessa tarefa.

Faça backup com o Google Fotos

Se o seu celular estiver com a memória abarrotada principalmente por conta do número de fotos que você tirou, uma opção é jogar as imagens que você quer guardar em outros aplicativos com nuvem, como o Google Fotos. Assim, ao salvar as imagens que você quer, é possível apagá-las do seu celular e liberar mais espaço na memória.

Google Fotos já vem instalado de fábrica nos celulares Android e possui uma ferramenta integrada para liberar espaço no celular. Ela identifica todas as fotos e vídeos salvos no backup na nuvem do Google, o Google Drive, e os remove do dispositivo.

Para usar a função os passos são simples:

  1. Toque na foto do seu perfil no canto superior direito;
  2. Abra as Configurações do Google Fotos;
  3. Toque em Liberar espaço do seu dispositivo, e ele mostrará quanto espaço pode ser liberado;
  4. Toque em Liberar.

Prontinho! Suas fotos e vídeos já estão salvos na nuvem.

8. Desative músicas que você não ouve mais

É verdade que os aplicativos de streaming facilitaram o acesso e os meios de se escutar música pelo celular. Mas Spotify, Deezer e Apple Music, que são os mais famosos do ramo, também ocupam bastante memória do seu celular.

Uma maneira de diminuir o espaço desses apps é desinstalar os álbuns de artistas que você baixou, mas não escuta mais. Isso porque quando você faz o download de um álbum para escutá-lo sem internet, as músicas ficam armazenadas na memória do aparelho.

Cada aplicativo streaming possui sua funcionalidade, mas o processo costuma ser simples: é só entrar em cada álbum ou playlist e procurar pelo item de desativar o modo offline.

9. Exclua vídeos que não irá assistir

A dica de remover itens offline de serviços de streaming também se aplica aos filmes e séries que você gosta de assistir. Apps como Netflix, Disney+ e Amazon Prime permitem que você salve alguns títulos para assistir sem internet. Baixar alguns pra uma viagem ou deixar salvo caso você tenha a internet instável na sua casa pode ser boa ideia, mas manter títulos lá sem que essas necessidades sejam reais só vai consumir o precioso espaço do seu celular.

Alguns desses serviços contam com downloads inteligentes, que apagam títulos após assistidos, baixam o próximo episódio da série que você já acompanha ou mesmo sugerem títulos offline automaticamente. Então mesmo que você não tenha baixado propositalmente, pode valer a pena dar uma olhada lá e garantir que não tenha nenhum ladrão de armazenamento.

10. Remova arquivos de download

Todos os arquivos salvos no sistema operacional do Google ficam guardados na pasta Downloads. Todos! Até aquele boleto que veio anexo em um e-mail e você não precisa mais guardar.

Com o tempo, o diretório fica cheio de imagens, vídeos e PDFs que, em alguns casos, foram baixados para serem usados uma única vez e, por isso, são dispensáveis.

Você pode se livrar desse lixo de forma simples. Basta abrir o gerenciador de arquivos (aquela pastinha amarela), localizar a pasta Downloads e checar o que está lá. Selecione os itens a serem descartados e jogue-os na lixeira.

11. Use a ferramenta nativa do Android para limpar espaço

Se você possui Android 8 (Oreo) ou superior, é possível que seu próprio celular faça o trabalho sujo de limpar arquivos inúteis.

  1. Clique em Configurar
  2. depois em Armazenamento
  3. e você encontrará a opção Limpar ou Liberar espaço.

Nela, o seu Android elenca uma lista de arquivos que são desnecessários, segundo o critério do sistema, e fica a sua escolha selecionar os arquivos que você quer excluir.

O painel também passou a oferecer um Gerenciador de armazenamento, capaz de apagar fotos e vídeos a partir de um período selecionado (mais de 30, 60 ou 90 dias). Para a segurança, o recurso só exclui as mídias salvas em backup na nuvem. A iniciativa é evitar que os interessados percam conteúdos importantes por descuido.

12. Aumente a capacidade de armazenamento usando um cartão microSD

Uma das grandes vantagens do Android sobre o concorrente iPhone é o suporte para cartão de memória.

Usando um cartão para expansão é possível mover alguns aplicativos para o microSD (infelizmente não todos), transferir documentos, fotos e vídeos, e deixar o espaço interno livre para o que realmente precisa estar no dispositivo, os recursos mais essenciais.

13. Vá além e conheça alguns apps que podem te ajudar

Não sou muito fã desses aplicativos que reúnem várias funções para fazer uma limpa do celular porque normalmente as coisas saem do controle. No caso do cache, tenho receio de que o aplicativo apague minhas músicas no Spotify, conversas no WhatsApp ou qualquer outro dado que eu gosto de manter bem seguro no meu smartphone.

Mas até que alguns são úteis. Como eles se especializam nessa tarefa, também mostram uma série de informações úteis sobre o armazenamento do seu dispositivo em um lugar só. Portanto, selecionei alguns pra você usar no seu celular toda vez que faltar espaço na memória interna.

  • CCleaner: Esse é bem popular no Windows. A versão para Android é simples, mas cumpre o que promete: com ele, é possível ver quanto de armazenamento interno está sendo usado, além da RAM (memória responsável pelo desempenho do dispositivo, não por armazenamento), CPU (referente ao processador do celular, também é indicador de desempenho/ velocidade) e bateria. Ele vem com um Limpador para scanear a memória interna e remover o que não é útil, além de um Gerenciador de aplicativos, para mostrar os que mais ocupam espaço. Baixe agora gratuitamente.
  • Clean Master: Esse é mais completo, mas em compensação tenta empurrar algumas ferramentas que o seu celular não precisa. Recomendo a função Limpar espaço, que basicamente analisa a memória do seu celular e vê o que precisa ser desinstalado ou parado para deixá-lo mais rápido. Só não use o antivírus embutido. Você não precisa. O Clean Master também é gratuito e está disponível no Google Play.
  • Files Go ou apenas Files, para os íntimos: é um dos meus apps favoritos! Uso bastante pra excluir arquivos duplicados. Por ser uma ferramenta Google, assim como o Android, é provavel que seu smartphone já tenha o Files instalado, mas se não tiver você pode baixar no Google Play.
  • Gallery Doctor: Esse app analisa sua galeria e mostra fotos ruins (escuras, tremidas, desfocadas…) que podem ser deletadas. É uma ótima solução para quem quer ver, de forma separada, as fotos similares, fotos ruins e até as fotos para revisão, que incluem imagens que não se encaixaram em nenhuma das duas categorias anteriores. A revisão de fotos é feita como uma espécie de Tinder: um deslize para o lado faz a imagem ficar ou ser deletada; se acontecer algum acidente e você excluir alguma sem querer, o app dá cinco segundos para a ação ser desfeita. O aplicativo já esteve disponível para usuários de Android iOS, mas hoje só pode ser baixado por APK no Android (não recomendado para usuários iniciantes).

DICAS BÔNUS: Para usuários mais avançados

Além de usar o Gallery Doctor, quem já tem mais intimidade com aplicativos e o próprio sistema operacional da Google tem a possibilidade de vasculhar arquivos de sistema pra fazer uma limpeza mais profunda. Mais cuidado! remover arquivos de sistema pode inutilizar o aparelho! Não apague nada se não tiver certeza!

Monitore pastas e arquivos pesados

Além dos aplicativos e os dados que eles criam, existem algumas pastas no seu armazenamento interno que são criadas a partir de downloads ou transferências e também podem ocupar espaço. Para fazer uma limpa completa, eu recomendo que você vasculhe a memória interna para descobrir o que está deixando seu celular lotado.

Existem várias formas de fazer essa tarefa, mas eu prefiro usar dois aplicativos: o ES File Explorer e o Disk Usage & Storage Analyzer. Com o segundo é possível ver quais pastas e arquivos estão ocupando mais espaço no smartphone. Você pode utilizar apenas o ES File Explorer, mas aí seria necessário vasculhar pasta por pasta para ver quais arquivos são úteis e quais não são. Isso também é um pouco perigoso: alguns arquivos são importantes para o funcionamento do sistema, então saiba exatamente o que está fazendo ou se limite a deletar mídias, arquivos *.zip ou gravações.

Remova arquivos e pastas de apps já desinstalados

Nem sempre é possível se livrar de todos os arquivos de um aplicativo ao desinstalá-lo do sistema operacional. Vários programas deixam rastros que ocupam armazenamento. Para se livrar deles você pode usar o mesmo gerenciador de arquivos ES File Explorer. Abra-o e entre na ferramenta Cleaner. Marque o campo Lixo residual, que indicará o espaço que os arquivos inúteis gastam no seu telefone. Selecione os outros campos, se desejar, e toque em Limpar agora para liberar memória automaticamente.

Conclusão

Nesse tutorial eu optei por não usar prints de tela porque as versões de Android podem mudar para cada leitor, mas se você tiver dificuldades para realizar alguma das dicas que reuni aqui é só chamar nos comentários que eu te ajudo a descomplicar.

Muitas das dicas dadas aqui servem também pra iOS, então se você usa um iPhone pode buscar aplicativos e funcionalidades similares. A Apple utiliza sua própria nuvem, o iCloud, mas ferramentas como Google Drive e Google Fotos também estarão disponíveis pra você, basta criar uma conta e baixar os aplicativos na Apple Store.

4 Responses

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *